Cultura negra em destaque no Cine Henfil

A premiação do I Concurso de Redação e Pintura foi realizada no palco do Cineteatro Henfil. Foram produzidos 100 trabalhos, sendo 40 redações e 60 desenhos. Desse total 16 foram premiados. Na modalidade desenho, os vencedores levaram o troféu Di Bonilho e na modalidade redação. A atriz, cantora e ativista Zezé Motta abriu o evento com a música“Senhora Liberdade”. A artista falou sobre o evento como ferramenta para formação dos alunos. “A escola é fundamental em todo esse processo de construção do ser humano e por isso considero necessária à aplicação da lei10.639 que obriga o ensino da história e cultura africana e afro-brasileira nas instituições de ensino básico”, declarou.

O concurso reuniu 34 escolas municipais e duas unidades da rede estadual, promovendo a capacitação de profissionais das áreas de Orientação Pedagógica e Orientação Educacional, através de reuniões, paineis e disponibilização de material didático e iconográfico específico sobre o tema “Histórias e Memórias de Mulheres Negras na construção do Brasil”.

O público também pode conferir a apresentação do espetáculo “OMI – do leito ao mar”, do artista gonçalense Gabriel Mendes, que narra a trajetória da água por meio de lendas da mitologia ioruba, contadas por lavadeiras trabalhando à beira de um rio. 

Além disso, 16 mulheres negras receberam uma homenagem por suas contribuições para a cidade. Foram premiadas: Izabel Oliveira, Jô Borges, Conceição Evaristo, Dilcimeres José da C. Pedro, Dona Benedita da Taboa, Claudenise Silva, Vera Luciano, Mãe Márcia d´Oxoguiã, Silvia Costa, Carol cantora, Linda Baobá, Dona Netinha, Adriana Ribeiro (Bina), Aduni Benton e Jurema Werneck.

O projeto é promovido pela Secretaria de Participação Popular, Direitos Humanos e Mulher em parceria com as Secretarias de Educação e de Cultura e entidades do Movimento Negro,tais como: Movimento Negro Unificado (MNU), União de Negros pela Igualdade(UNEGRO) e Movidade. O concurso tem a participação de alunos da educação básica das escolas municipais com o objetivo de motivar a refletir e expressar criticamente sobre o papel da mulher negra, latino-americana e caribenha a partir do exemplo da líder quilombola Teresa de Benguela.

Fotos: Marcos Fabrício

Maricá Já Play. A sua informação em apenas um click

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s