Prefeitura mantém grupo de resgate municipal em Itaipuaçu

Os atendimentos médicos de emergência em Itaipuaçu contam com um reforço neste fim de ano. Um grupo de resgate criado em julho deste ano pela Secretaria de Saúde de Maricá atua na região dando suporte à equipe do Corpo de Bombeiros durante as ocorrências, em sua maioria acidentes de trânsito. Com uma ambulância disponível, o grupo de plantão 24 horas (chamado de equipe intermediária) é formado por um enfermeiro e um técnico de enfermagem, que atuam e recebem treinamento Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). “O Corpo de Bombeiros não tem ambulância, quem tem somos nós e aí fizemos um grupo de resgate municipal”, afirma a secretária de Saúde, Simone Costa e Silva. “Vai ser um grande suporte agora no réveillon, nessa questão de acidentes e traumas”, completa.

De acordo com o coordenador Leonardo Ribeiro, a atuação da equipe na região se destaca pela rapidez no socorro às vítimas. “Numa ocorrência recente, chegamos ao local do acidente e um familiar nos disse que nunca tinha visto o socorro chegar tão rápido. Isso é um ponto positivo para nós”, observou, lembrando que o número de atendimentos pode chegar a 500 em dezembro em razão das festas de fim de ano e do grande afluxo de visitantes atraídos pela programação especial montada pela Prefeitura. Se confirmado, será quase o dobro do que foi registrado em novembro, que teve 268 ocorrências atendidas que incluem ainda atropelamentos, afogamentos e disparos de arma de fogo.

Também em Itaipuaçu, o Posto de Saúde Santa Rita, que foi totalmente modernizado pelo município para desafogar os atendimentos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Inoã e no Hospital Municipal Conde Modesto Leal enfrenta seu primeiro fim de ano com plantões de 24 horas. O regime iniciado em fevereiro deste ano conta dois médicos, um enfermeiro, quatro técnicos de enfermagem, um técnico de laboratório e um socorrista. Neste período, a equipe vem realizando mais de cem atendimentos diários, bem acima dos dias normais que uma média de 70 ocorrências.

“Apesar do movimento maior por causa da procura de pacientes de outros municípios, estamos absorvendo bem. Isso porque temos equipes bem integradas”, afirmou o médico Nathan Kamliot, um dos que estava de plantão neste fim de semana. 

A Unidade de Emergência 24h – Santa Rita reformulada foi entregue à população há exatos um ano e conta com farmácia, salas de estabilização e trauma com aparelhos como respirador, cardioversor, aspirador cirúrgico, eletrocardiógrafo, monitor cardíaco, além de um laboratório para exames clínicos. 

Fotos: Marcus Aramus

Maricá Já Play. A sua informação em apenas um click

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s