Agricultores maricaenses recebem filtros doados através de parceria com universidade

Uma parceria foi firmada por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca com a Universidade Unigranrio através da qual estão sendo doados, inicialmente, 30 filtros avançados para agricultores maricaenses que possuam a Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (DAP), do Governo Federal. “Estes filtros, que custam cerca de R$ 30 mil, estão saindo a custo zero para o produtor e para o município. Não só através dos royalties, mas principalmente através de parcerias como esta, que conseguimos recursos para fomentar o empreendedorismo em Maricá”, afirmou o prefeito Fabiano Horta.

De acordo com o secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca, Julio Carolino, os filtros serão instalados ao longo do tempo conforme solicitação e adequação dos produtores. “Para receber o kit do filtro, o produtor precisa ter a DAP, desta forma, vale lembrar que o produtor que tiver necessidade, pode procurar a secretaria para preparar a documentação e solicitar que a universidade venha fazer a análise da sua água”, explicou Julio.

A Unigranrio está em visitas constantes ao município, identificando produtores e suas necessidades. As equipes coletam a água para fazer uma análise, e de acordo com a qualidade, estabelecem o tipo de kit necessário. Primeira agricultora beneficiada com a iniciativa, Maria Carolina Correa Costa, de 34 anos, falou sobre a importância do mecanismo para a sua plantação, que é feita em sistema hidropônico e com canteiros no chão.

“Antes eu tratava a água, com este filtro melhoro a qualidade sem tanto esforço. Melhorando a qualidade da água, consigo uma melhora na minha produção também, além de ter menos trabalho”, afirmou Carol, que fornece alface hidropônica, salsa, cebolinha e coentro para a merenda escolar municipal. “Trabalhava em Copacabana, em uma de minhas idas para o trabalho, telefonei para o meu pai e comuniquei que não queria mais. Pedi para sair e voltei para casa, para me dedicar ao sítio. Fiz minha primeira bancada de hidropônico com cerca de um metro e agora ampliei ao ponto de fornecer para prefeitura, que também me ajuda através da secretaria de agricultura”, destacou.

Nos próximos dias, um segundo kit será instalado no Espraiado. Além destes, a universidade está desenvolvendo mais dois novos protótipos para a secretaria, um para a Horta do Manu Manuela e o outro para o projeto de Peixe na Mesa, de piscicultura. “São kits diferentes para as nossas iniciativas. No caso do kit para o projeto da piscicultura. Além de filtrar a água do peixe, ele também fará o reuso, evitando o desperdício. O nosso projeto despertou neles a ideia de fazer um novo filtro”, comentou o secretário Julio Carolino.

Fotos: Clarildo Menezes

Maricá Já Play. A sua informação em apenas um click

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s