EcoMuseu Bertha Lutz vira a grande atração do Espraiado de Portas Abertas

Junto aos bares e restaurantes que serviram a galinha à moda da roça como cardápio principal, o Espraiado de Portas Abertas, projeto da Secretaria de Turismo de Maricá, teve uma atração a mais em sua segunda edição, realizada neste domingo (14/04). O Ecomuseu Bertha Lutz, que funciona na sede da Unidade de Conservação da região, ainda não havia sido inaugurado na edição anterior do evento, em fevereiro. Aberto ao público desde o dia 21 de março pela Secretaria de Cidade Sustentável, o espaço teve grande movimento durante todo o dia, com muita gente indo ver os aquários com espécies de peixes comuns no município e também pedalar com as EcoBikes pelas ruas da localidade.

Uma das que utilizou as bicicletas foi a professora Cleusa Bastos, de 47 anos, moradora do Centro. “Adorei essa ideia e fiquei com vontade de dar uma volta. O espaço é muito bonito e já estou convidando a família e os amigos para virem”, afirmou ela. Na sala onde ficam os aquários, as crianças eram as mais curiosas.

A pequena Letícia, de 5 anos, disse que aprendeu que não pode jogar lixo no meio ambiente. “O canudo suja a água e mata as tartarugas”, disse a pequena ao lado do irmão Fabiano, de 10 anos. Não pode maltratar os animais, tem que preservar”, sentenciou. A mãe deles, a professora Luciana Rangel de Freitas, disse que acha importante que as crianças vejam a natureza concreta. “Só a gente falar sobre isso não basta, é preciso que elas vejam de perto, por isso esse espaço é tão bom”, avaliou ela, que tem 44 anos e levou também para casa mudas de ipês rosa e amarelo.

Outra atração muito procurada foi passeio de cavalo num haras, que pertence a um dos restaurantes do circuito. A comerciante Angélica Nogueira, de 36 anos, não apenas cavalgou como levou também a mãe, Maria Ângela, de 63 anos, e a filha Fernanda, de 11. “É a primeira vez que venho e estou achando o máximo. Aqui tem essa coisa gostosa do meio rural. No próximo vou trazer mais gente”, garantiu ela, ao saber que há outras edições marcadas.

Também pela primeira vez no evento, o casal formado pelo barbeiro William Marins, de 36 anos, e a professora Vera, de 33, também exaltou o ambiente rural do bairro. “Além disso, é um ambiente bem familiar também, gostei muito”, disse ele, endossado pela esposa. “Esse contato com a natureza também é fundamental, especialmente para as crianças”, completou Vera, enquanto provavam a galinha à moda da roça ao lado dos gêmeos Téo e Carol, de 2 anos.

Entre os que curtiam o Espraiado de Portas Abertas neste domingo estava o diretor de projetos da Federação de Convention & Visitors Bureau, José Alexandre Almeida, que antecipou possíveis novidades para a região nos próximos meses, como um festival de inverno e outro de chocolates. Morador da Região Serrana, José Alexandre afirmou que a região do Espraiado pode ser equiparada a outras áreas de turismo rural no estado, como Lumiar e São Pedro da Serra. “Não tem nada de diferente desses locais e ainda tem uma vantagem: fica há cerca de 40 quilômetros do Rio, que não é apenas a capital do Estado como também um pólo distribuidor de atrações turísticas”, avaliou.

A próxima edição do Espraiado de Portas Abertas acontece no dia 2 de junho, e a feijoada será o prato do circuito. Outras edições serão nos dias 4 de agosto (com o guando), 6 de outubro (com um festival de aipim) e 8 de dezembro (com pernil à moda da roça).

Fotos: Clarildo Menezes

Maricá Já Play. A sua informação em apenas um click

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s