Boxeador de Maricá faz história

No último sábado, dia 20/04, Maricá fez história no esporte outra vez. Representante de Maricá, o boxeador Raphael Dom Garcia, que recebe auxílio atleta através da Secretaria de Esporte e Lazer, enfrentou, no Esporte Clube Maricá (Centro), o argentino Cristian Gomes numa disputa pela Divisão dos Cruzadores em busca do título da WBU que já pertenceu a lendas do esporte como Roy Jones Jr., George Foreman e Micky Ward. Raphael Garcia venceu e colocou Maricá mais uma vez em evidência internacionalmente.

Moradores acompanhavam atentamente o combate. Round a round os boxeadores atacavam e mostravam querer ganhar mais espaço. Mas durante o 5º round, após um golpe de Raphael Garcia, Cristian Gomes solicitou atendimento médico e confirmou que não poderia mais lutar. “Ele já teve uma lesão naquele ombro e devido ao esforço e ao trauma que sofreu durante a luta, estava com muita dor, com o ombro congelado, não conseguia movimentar e decidiu que não podia mais continuar no combate”, explicou Guilherme Horta, médico presente no evento.

O novo campeão ajoelhou-se e chorou. “Estou muito feliz por, dentro da minha cidade, ter conquistado um título tão importante. Agora eu sou campeão mundial, quero evoluir mais, trazer outras lutas para Maricá, quero enfrentar outros adversários, o Roy Jones Jr”, declarou Raphael Garcia, antes de avaliar seu adversário.

“O Cristian fez uma grande luta. Também estou sentindo meu ombro. Mas infelizmente ele não prosseguiu, porque eu tinha feito um jogo de cozinha-lo. Por ele ser mais experiente, não adiantava eu ir para a trocação o tempo todo. Queria ter nocauteado, mas tenho que ser humilde e reconhecer que ele é um grande adversário. Agora o Cristian tem o meu respeito como grande boxeador argentino que é. A rivalidade é só dentro do ringue”, frisou o atleta maricaense.

“Eu quero agradecer. Vim aqui fazer o meu trabalho, mas lamentavelmente a lesão do ombro não me deixou continuar. Agradeço a todos daqui que me trataram muito bem e quero saudar a minha família, para que todos fiquem tranquilos que eu estou bem”, falou com humildade Cristian Gomes, que posou para muitas fotos, inclusive ao lado de Garcia.

Árbitra da disputa, Sheila Cunha do Rio Grande do Sul, falou sobre a oportunidade que ganhou com a luta, realizando um sonho. “Uma mulher na arbitragem é algo inédito. Há muito eu buscava isso e quando recebi a proposta, fiquei muito feliz, porque a WBU é uma das maiores entidades mundiais. Eu sabia que ia ser uma luta pegada por serem dois atletas bons e ter essa antiga rivalidade do Brasil com a Argentina. Mas quando vi eles subirem no ringue, notei que seria muito enérgica e eu teria que tomar as decisões na hora certa”, avaliou.

Para o presidente da WBU, Admilson Vasconcelos da Cruz, a vitória de Garcia já era esperada. “O campeão não é só o cara que sobe no ringue e faz um bom trabalho técnico e tático orientado pelo treinador, mas o cara que atinge a opinião pública, que tem carisma e liderança. Raphael Garcia tem liderança, então eu estou muito satisfeito com o resultado”, concluiu sorridente.

Fotos: Marcos Fabrício

Maricá Já Play. A sua informação em apenas um click

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s