Prefeitura entrega nova Central de Regulação

Foi inaugurada nesta terça-feira (04/06) pelo prefeito Fabiano Horta, a nova Central de Regulação do Município de Maricá. O local, situado na Rodovia Amaral Peixoto (RJ-106), na altura do km 28,5, no Parque da Cidade, é o novo espaço da Secretaria de Saúde destinado ao agendamento de consultas para dentro e fora do município e marcação de exames como o de Raio X, ressonância, tomografia, audiometria, entre outros somando mais de 50.

A estrutura possui seis salas totalmente climatizadas distribuídas em salas dos técnicos reguladores, recepção, coordenação, distribuição de senhas, telemarketing e espaço destinado a regulação dos médicos. A nova unidade dará mais agilidade no atendimento a fim de zerar as filas de agendamento. Anteriormente este serviço era oferecido no Hospital Municipal Conde Modesto Leal, no Centro.

“É a construção de uma política de saúde muito ampla e a Central de Regulação é fundamental para organizar todo o sistema. Construímos um instrumento físico onde vamos ter aqui um atendimento muito mais humanizado, uma capacidade de atendimento maior que vai dar uma celeridade e uma resposta muito mais rápida e eficiente para a população”, declarou o prefeito Fabiano Horta.

Para a responsável pela pasta, Simone Costa, o sistema implementado na nova estrutura vai possibilitar uma integração maior entre as unidades de atendimento. “Se a pessoa mora próximo ao posto médico da 34 (Itaipuaçu) a equipe de lá informatizada vai encaminhar para a Central de Regulação. O agente de saúde vai entregar a marcação da pessoa na residência e quando for a data da consulta vai ter alguém ligando daqui para fazer a confirmação prévia”, afirmou.

A secretária destacou ainda que o próximo passo é integrar a regulação com o transporte. “Se o paciente tiver que fazer um exame em Macaé, por exemplo, vai ser lhe dado a posição de sair o transporte junto. Então, estamos trabalhando para informatizar o transporte para fazer esse link”, detalhou.

De acordo com a coordenadora da Central de Regulação, Tereza Cristina Fernandes, em apenas quatro meses foi zerada a fila de exames como audiometria, densitometria óssea, cateterismo, arteriografia, cintilografia e reduzido o quantitativo de pedidos de ressonância que passou de 2.100 para 700 na fila de espera. “A vinda para cá vai ser um ganho para o usuário. Estamos dando conforto e qualidade no atendimento”, frisou.

Foto: Clarildo Menezes

Maricá Já Play. A sua informação em apenas um click

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s