Moradores dos condomínios MCMV recebem doação de pescado apreendido

Na manhã desta quinta-feira (13/06), a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca de Maricá, em parceria com o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), fez a distribuição de 10 toneladas de peixe para os moradores dos condomínios Minha Casa Minha Vida de Inoã e Itaipuaçu.

O pescado foi apreendido na tarde desta quarta-feira (12/06) de duas traineiras que estavam realizando a pesca predatória na área da Reserva Extrativista (Resex) no mar de Itaipuaçu pelos policiais da 7ª Unidade da Polícia Ambiental (Upam), do Comando de Policiamento Ambiental (CPAm); da Coordenadoria Integrada de Combate aos Crimes Ambientais (Cicca) e da Capitania dos Portos.

“Temos contato constante com o Inea e quando chegou o pescado no porto do Rio nós fomos comunicados que existia a possibilidade de doação”, explicou o secretário Júlio Carolino, que emendou: “Aqui em Maricá temos o caminhão frigorífico e prontamente levamos o veículo até a cidade e trouxemos todo o pescado para doar aos moradores de comunidades mais carentes, por isso escolhemos os condomínios Minha Casa Minha Vida que até então nunca tinham recebido nenhuma ação desse tipo”, acrescentou.

Na fila para pegar seus peixes, a moradora do MCMV de Inoã, Adelaide Fidélis, de 62 anos, comemorou.

“Nunca tinha visto isso aqui no condomínio e estou achando ótimo, pois doar para as pessoas que precisam é melhor do que jogar fora”, relatou.

Na frente de Adelaide estava o seu vizinho, Edson Ribamar, de 47 anos. Ele elogiou a iniciativa da Prefeitura em trazer os peixes apreendidos para a cidade.

“Hoje em dia as coisas estão muito caras e a gente precisa aproveitar a oportunidade que aparece. Meu almoço de hoje está mais do que garantido”, disse enquanto esperava chegar sua vez de ganhar os peixes.

No MCMV de Itaipuaçu uma fila grande já esperava pelo caminhão. Através de grupos de mensagem os moradores logo souberam da boa notícia e aguardavam, ansiosos, o seu lugar na fila.

“Eu estou muito contente em ver o que a gente pode ganhar. Não é todo dia que ganhamos peixe”, disse Kátia Maria da Silva, de 52 anos, acompanhada da vizinha Ana Beatriz Braga, de 13, que foi acompanhar a vizinha e pegar os peixes para sua mãe.

“Eu adorei saber que ia dar peixe aqui, vou levar para a minha mãe também”, falou.

Fotos: Elsson Campos

Maricá Já Play. A sua informação em apenas um click

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s