Codemar e gigante italiana Leonardo dão primeiro passo para joint venture

A Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar), e a gigante aeronáutica italiana Leonardo assinaram, no último dia 24/07, em Roma (Itália), um documento no qual estão estabelecidos os princípios para a constituição de uma joint venture entre as duas empresas. A assinatura é um passo concreto para o estabelecimento de uma nova companhia, até outubro deste ano, com 49% de participação da Codemar e 51% da Leonardo, voltada para a execução de projetos na área de aviação e segurança baseada em Maricá e decorre do memorando de entendimento firmado entre a Codemar e a Leonardo International em 4 de abril deste ano.

Participaram da assinatura, pela Prefeitura, o presidente da Codemar, José Orlando Dias e o secretário de Orçamento, Planejamento e Gestão, Leonardo Alves. A assinatura ocorreu na sede da Leonardo, na Piazza Monte Grapa, e contou também com a presença do engenheiro Lorenzo Mariani, CCO da Leonardo S.p.a e CEO da Leonardo International S.p.a.

José Orlando Dias, comemorou esse novo passo rumo à implantação de uma importante e estratégica parceria na cidade. “A assinatura desse pré-contrato é de uma relevância gigantesca para o município. A Leonardo é uma das maiores companhias da Europa em tecnologia de segurança e a maior empresa de helicópteros do mundo e ter escolhido Maricá para instalar sua operação na América Latina em Maricá é de uma grandiosidade incalculável “, avalia. “Isso vai trazer grandes oportunidades de negócios e empregos para o município, para o estado e também para o país. Será uma alavanca para o desenvolvimento como parte desse esforço contínuo para mudar o cenário econômico da cidade”, acrescenta José Orlando.

No site da gigante italiana, a justificativa é clara: “A Leonardo escolheu colocar seu foco em Maricá devido ao alto potencial de desenvolvimento econômico apresentado pela Prefeitura”, afirma a publicação oficial. “Isso decorre em parte por conta do enorme retorno representado pelo royalties da exploração de petróleo e em parte devido à proximidade da cidade em relação ao Rio de Janeiro”.

Pela proposta, a nova empresa será encarregada da oferta de produtos e serviços para a cidade e para o mercado latino americano. Numa evolução natural dos negócios, pode se chegar à implantação de indústrias ligadas aos produtos comercializados no Brasil e na América Latina. A linha de atuação inclui sistemas de segurança e vigilância para cidades, portos, aeroportos, entre outros. Também atuará nos serviços de manutenção e treinamento de tripulações da frota de seus helicópteros, podendo também atuar em missões de emergências médicas. A Leonardo é uma das maiores companhias especializadas em aeronaves de asas rotativas na Europa.

Outra aplicação da futura Joint Venture está relacionada a equipamentos como drones e sistemas de controle à distância que podem ser utilizados em situação de acidentes ou transporte de produtos perigosos. Da mesma forma, plataformas eletrônicas conectadas a satélites igualmente podem compartilhar análises e informações com equipamentos similares vinculados a instituições públicas regionais, nacionais e internacionais.

Fotos: Divulgação

Maricá Já Play. A sua informação em apenas um click

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s