Lona de Itaipuaçu abre espaço para palestra sobre marketing digital

Com a casa cheia, a Lona Cultural de Itaipuaçu recebeu na última quinta-feira (29/08) a palestra Empreender e Vender: Marketing Digital. Destinada ao público em geral e a profissionais e empreendedores que atuam no mercado de Maricá. A iniciativa teve o objetivo de direcionar o empreendedor para a conquista de novos clientes e melhorar sua rede de relacionamentos na área digital.

Realizada pelo Onda Empreendedora e pelo Coletivo de Mulheres Empreendedoras de Itaipuaçu (Colmeia) com o apoio da Prefeitura (via Secretaria de Desenvolvimento Econômico), a ação contou com a palestra de Diego Azerêdo, consultor e especialista em gestão de negócios. O convidado mostrou ao vivo como criar anúncios, posts, fazer stories nas redes sociais, entre outras possibilidades no mundo digital.

“O mundo das vendas mudou e o marketing digital veio com tudo pela quantidade de informação e acesso que as pessoas têm. Se hoje o usuário não estiver preparado para vender na internet, usar a rede social para alavancar o negócio, ele fica para trás”, pontuou.

“Nesse momento de crise aguda que nós estamos vivendo é a criatividade dessas empreendedoras que muitas vezes é capaz de sustentar famílias”, declarou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Igor Sardinha,.

Também assistindo à palestra, o secretário de Economia Solidária, Diego Zeidan, falou sobre as linhas de crédito, criadas pela Prefeitura, que apoiam os empreendimentos locais. “Viemos trazer essa informação também para dar oportunidade para esses empreendimentos crescerem e se desenvolverem e trazerem desenvolvimento econômico para toda a cidade”, afirmou.

Criado há 1 ano e 3 meses, o grupo Colmeia conta com cerca de 400 mulheres que buscam através do colaborativismo o fortalecimento e criação de novos empreendimentos em Maricá.

“Nosso objetivo é incentivar, encorajar, inspirar, ajudar e consumir uma das outras. Nós temos no grupo hoje mulheres que têm negócios estabelecidos, as que acabaram de abrir seu estabelecimento e as que ainda pretendem iniciar o seu empreendimento”, comentou a fundadora do grupo, Taísa Muniz.

“Fomentamos a economia na cidade fazendo com que a pessoa empreenda de forma estruturada, legalizada, trazendo a importância de abrir o registro no MEI e criar um CNPJ”, explicou a coordenadora do Onda Empreendedora, ecossistema de fomento ao empreendedorismo existente em sete cidades, incluindo Maricá, composta por 300 participantes.

O gerente de compras Luciano Marins Ribeiro, de 41 anos, acredita que a palestra poderá ajudar a definir o segmento que deseja empreender.

“Estou querendo abrir um comércio em Itaipuaçu e foi a maneira que encontrei de estudar e aprender um pouquinho. Ainda não tenho nada definido, mas penso em abrir alguma coisa relacionada à venda de roupa”, contou.

Fotos: Clarildo Menezes

Maricá Já Play. A sua informação em apenas um click

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s