Formada primeira turma de jardinagem do Projeto Hospedar

A Secretaria de Trabalho formou na última sexta-feira (06/09) a primeira turma de jardinagem do Projeto Hospedar. Ao todo, foram 19 pessoas capacitadas ao longo dos 15 encontros realizados no Polo de Qualificação Profissional do Condado. 

De acordo com o secretário de Trabalho, Frank Costa, a cidade está em um processo contínuo de crescimento, o que exige uma preocupação com a qualificação profissional necessária para que a população, no futuro, possa se beneficiar desse crescimento. “Hoje, estes alunos estão prontos para o mercado de trabalho. “Tenho certeza de que corresponder às expectativas dos contratantes, porque saem daqui formados com muita qualidade”, afirmou Frank. 

Engenheiro agrônomo e doutorando em ciências sociais, agricultura, desenvolvimento e sociedade, o professor do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), Jay Van Amstel, levou sua experiência para os alunos que durante as 60 horas de curso aprenderam de forma participativa. A instituição foi contratada pela Prefeitura para ministrar os cursos.

“No Senac sempre desafiamos os alunos a trazer para a sala de aula algumas questões práticas do dia a dia. Desta forma, os conteúdos teóricos são sempre casados com aulas práticas, e aqui tivemos a possibilidade de utilizar um espaço que era basicamente um gramado e virou uma área de convivência através dos trabalhos realizados pelos alunos”, contou. 

Moradora de Bambuí, a advogada Sandra Carvalho (57 anos) disse que o objetivo inicial era apenas ocupar seu tempo. “Me surpreendi muito com o curso, e hoje saio daqui pensando profissionalmente. Quando falamos em jardinagem, imaginamos apenas uma pessoa regando o jardim, e não foi isso que aprendi a fazer. Aprendi  técnicas para reconhecer uma planta de acordo com a região, saber como ela vai ser utilizada naquele ambiente e sobre exposição ao sol. O curso foi bem completo e se tivesse um número dois, com certeza eu já estaria matriculada”, analisou. 

Para Marcos Riter (55 anos), o trabalho na nova área já é uma realidade. “Minha área era completamente outra, trabalhava com comunicação, televisão, teatro e carnaval. Quando vim morar em Maricá, há 11 anos, vi que a jardinagem poderia ser um nicho legal, já que a estrutura da cidade pede este tipo de profissional. Já tinha feito um curso pela prefeitura, que aconteceu no CRAS do Centro, e logo após, saiu o edital para este aqui, que é um curso do Senac que eu já tinha pensado em fazer. Ele complementou muita coisa, e agora já tenho feito alguns trabalhos de manutenção de jardins em condomínios da cidade”, completou.  

Incentivados pelo professor, que na última aula apresentou um panorama do mercado da jardinagem, o grupo aproveitou a oportunidade para formar o coletivo Verdejando Maricá. 

“Dentro do projeto Hospedar, participo do curso de gestão de pousadas e já fiz também o curso de informações turísticas. Pela minha experiência com estes cursos de qualificação, percebi que poderíamos oferecer o trabalho de jardinagem com um baixo custo para hotéis e pousadas de Maricá. E foi assim que lancei a ideia para turma, as pessoas aderiram, e criamos o grupo associativo Verdejando Maricá”, explicou a aluna Denise Cantê (55 anos). 

“Nossa ideia é captar clientes em potencial, para oferecer um trabalho de baixo custo, com ideias criativas e sustentáveis. Várias técnicas que nós aprendemos no curso, como a compostagem e a propagação de mudas por alporquia ou estaquia, poderão ser utilizadas nos projetos dos nossos futuros clientes, e assim também se tornar uma forma de lucro para eles”, acrescentou Heloisa da Rocha (53 anos). 

Proprietária do Espaço de Eventos Alto Espraiado, Adriana Souza foi a primeira empresária a apostar no serviço dos recém-formados. “No Alto Espraiado nós já temos a proposta da locação do nosso espaço para a realização de eventos, e agora estamos dando sequência em uma nova ideia, que é uma casinha colonial do século XVIII. Para este projeto, que tem o objetivo de ser um espaço turístico dentro da fazenda, contratamos o Verdejando Maricá, que agora, depois da formatura, já deve começar a trabalhar a ideia do nosso jardim bucólico”, finalizou Adriana. 

Fotos: Evelen Gouvea

Maricá Já Play.A sua informação em apenas um click

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s