Alunos do Carlos Magno Legentil conhecem horta do Manu Manuela

Alunos do primeiro ano da Escola Municipal Carlos Magno Legentil, no Centro, visitaram pela primeira vez na última terça-feira (17/09) a Unidade Agroecológica do Manu Manuela. O horto é administrado pelas secretarias de Agricultura Pecuária e Pesca e Economia Solidária, além da Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar) em parceria com a Cooperar, uma cooperativa de assessoria técnica de agricultura familiar.

Os estudantes com idades entre 6 e 8 anos foram conhecer os canteiros de plantação de alface, cebolinha, salsinha, pimentão, almeirão, entre outras hortaliças, organizadas pelo método reto convencional e por meio do sistema mandala. Neste último, os vegetais são plantados em círculos, o que aumenta a produção no mesmo metro quadrado sem atrapalhar no desenvolvimento das espécies.

De acordo com a coordenadora de hortas escolares da Secretaria de Educação, Renata Moraes, que acompanhou a visita das crianças, o fato de os pequenos conhecerem de perto os vegetais estimula uma alimentação mais saudável quando merendam nas escolas, uma vez que essas hortaliças são doadas para as unidades municipais. “Muitas crianças não sabem e não têm contato com o alimento, e quando elas veem na mesa, encaram de outra forma. Têm crianças que não comiam cenoura e nem couve e passam a comer. Assim, elas conseguem ter essa visão melhor do que é produzido sem agrotóxico”, declarou.

Pietro Silva, de 6 anos, se encantou ao ver pela primeira vez uma plantação de girassol. “ Vi girassol e achei bonito. Eu vi só um e agora estou vendo um monte”, disse.

Animada em ver de perto os alimentos que come, Maria Fernanda Lima da Silva, de 7 anos, deu o seu recado. “Estou achando legal a atividade porque gosto de planta e tenho um pé de feijão”, contou acrescentando que tem uma alimentação saudável. “Gosto de cenoura ralada no arroz e de brócolis”, completou.

Para a professora do 1º ano, Gisela de Souza, a atividade realizada in loco contribuiu para fortalecer o ensinamento que é dado na escola. “Estamos desenvolvendo na nossa unidade o plano de ação no qual trabalhamos a alimentação saudável e tiramos um pouco os alimentos industrializados. Estamos aproveitando que o nosso município proporciona usar as plantadas sem agrotóxicos e resolvemos trazê-los para apreciarem e conhecerem o que tem na cidade”, afirmou.

Os alimentos são plantados em um espaço total de aproximadamente 1.000 metros quadrados, onde 500 são destinados ao canteiro convencional e os outros 500 para o método mandala.. Além destes, há ainda na localidade o plantio em forma de Alea (espaço onde se planta alimentos que precisam de um período mais longo para a colheita como aipim, milho, abobrinha, batata doce e quiabo).

Ao término da ação, os músicos da Secretaria de Cultura Ronaldo Valentim e Dalva Alves fizeram atividades musicais junto com as crianças. Foram doadas ainda mudas jenipapo, cabeludinha e abacate.

Fotos: Marcos Fabricio

Maricá Já Play. A sua informação em apenas um click

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s