IDR realiza seminário e destaca uso da informação para planejamento de Maricá

O plenário da Câmara de Maricá recebeu, na tarde da última sexta (04/10), o seminário “A inovação e o big data para a melhoria da gestão pública e combate da desigualdade”, apresentado pelo Instituto Municipal de Informação e Pesquisa Darcy Ribeiro (IDR) . O evento fez parte do Circuito Urbano 2019, uma iniciativa do Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat).

Durante a apresentação, foi explanado a importância da coleta e armazanamento de dados precisos e atualizados para a gestão pública, sobretudo no combate à desigualdade social. Também foram apresentadas as atividades realizadas atualmente pelo instituto, que consistem em pesquisas e construção de bases de dados e produção de indicadores.

“O Instituto Darcy Ribeiro tem como função, acima de tudo, ser uma ‘central de inteligência de Maricá’, e queremos municiar todas as secretarias e órgãos do governo com dados e informações para um melhor desenvolvimento das políticas públicas de todas as áreas, sejam elas sociais, econômicas, ambientais, etc”, explicou o presidente do IDR Alan Novais.

Alan também fez um pedido a todos que vivem em Maricá. “É importante que a população entenda a importância do IDR e receba bem nossos profissionais, que estarão nas ruas do município colhendo essas informações para elaborarmos uma cidade melhor”, comentou.

O presidente da Companhia de Saneamento de Maricá (Sanemar), Edes Fernandes de Oliveira, comentou a importância das ações do IDR, que contribuirão para o planejamento da atuação da empresa pública.

“É muito difícil tomar decisões acertadas com informações que não são corretas. Para um acerto, é necessário uma informação correta, precisa, rastreável. Estamos trabalhando na solução mais célere para o município. O trabalho que o IDR está desenvolvendo é de extrema importância para nós principalmente quando se quer trabalhar com planejamento a médio e longo prazo”, analisou o presidente da Sanemar, que apresentou mês passado o projeto que prevê a captação e a distribuição de água potável para o Centro e a construção de galerias e de três estações de Tratamento de Esgotos (ETEs) no município. Para ambas as iniciativas, os dados levantados pelo IDR serão de grande importância no planejamento e na execução da obra.

Representando o prefeito Fabiano Horta, o secretário de Políticas Sociais, Estratégicas e Gestão de Metas Victor Maia comentou o momento que a cidade vive e o anseio por informação para desenvolvimento de políticas públicas. “O prefeito vem destacando esse momento em que Maricá vive, e a necessidade de trabalhar com pesquisa, técnica, consciência, com números que representam vidas, interesses sociais, oportunidades de avanços”, disse.

Além do IDR, a Companhia de Desenvolvimento de Maricá e a ONU-Habitat também exibiram projetos e planejamentos para o avanço de Maricá. No caso da Codemar, o diretor de desenvolvimento Carlos Guimarães foi o responsável por apresentar o Planejamento Inteligente Integrado de Maricá (PIIM), uma plataforma online que compila uma série de dados e indicadores de todas as áreas da cidade – ou relativos a ela.

“Hoje o que estamos fazendo é a organização de um banco de dados e mapeando com as secretarias todos os pontos críticos, capacitando as pessoas e integrando isso. O próximo passo é criar aplicativos para que a população possa ter acesso, como é feito com o Maricá Rotativo que, já utiliza dessa tecnologia”, contou Carlos, referindo-se ao programa de estacionamento pago implementado este ano no Centro.

Circuito Urbano 2019 – O ciclo de palestras, que o Instituto Darcy Ribeiro foi escolhido para participar, tem como tema geral “Cidades Inovadoras e Inclusivas” e como pergunta inspiradora “Como a inovação pode aprimorar serviços e políticas urbanas de maneira inclusiva e sustentável?”.

“Essa é uma ação para tentarmos consolidar e compilar iniciativas inovadoras que quisessem ter o apoio institucional da ONU-Habitat. Queremos tratar da inovação nas cidades e repensá-las tendo em vista as metas do desenvolvimento sustentável”, explicou Ana Larrarte, representante do Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat).

Segundo a representante, o projeto de Maricá foi escolhido no meio de aproximadamente 200 concorrentes. “Tivemos mais de 200 propostas de iniciativas que queriam apoio e acabamos escolhendo 160 em 23 estados e Maricá é uma delas, tratando de temas que consideramos inovadores e que vão contribuir, de alguma maneira, para o debate do alcance dos objetivos de desenvolvimento sustentável. Temos uma parceria com o IDR e essa ação mostra que estamos indo no caminho certo”, concluiu Ana.

Fotos: Elsson Campos

Maricá Já Play. A sua informação em apenas um click

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s