7ª Parada do Orgulho LGBT acontece no Centro

A 7ª Parada do Orgulho LGBT reuniu no último domingo (10/11) uma multidão na Praça Orlando de Barros Pimentel, no Centro. Promovida pela Secretaria de Participação Popular, Direitos Humanos e Mulher, por meio da Coordenadoria Municipal de Políticas de Direitos LGBT, o evento teve como tema deste ano “Só o Amor Vence o Preconceito: Liberdade e Democracia Para Todos”.

A concentração se deu na Praça Conselheiro Macedo Soares, também no Centro, de onde partiu um trio elétrico que foi em direção à Praça Central, passando pela Rua Ribeiro de Almeida (via dos bancos). Lá, um outro caminhão trio elétrico recebeu DJ, show com a cantora Madah e apresentações artísticas.

Para o coordenador municipal LGBT, Carlos Alves, o tema escolhido teve o objetivo de alertar os governos sobre os direitos concedidos a esta população.

“Nós estamos vivendo no Brasil um momento muito sério, no qual a população LGBT é vista como inimiga em campanhas de ódio. Então, nós em Maricá queremos, com o Movimento Social LGBT no Brasil e com todos os aliados, construir cidadania e políticas públicas para essa população. Isso aqui não é só um evento de alegria, é um evento político também pelos nossos direitos”, afirmou.

Moradora de Maricá, Sabrina do Monte, que participa da passeata desde 2013, deu o seu recado.

“Estou aqui participando desse movimento grandioso para a nossa cidade porque é uma luta contra a homofobia e discriminação. É um momento de liberdade em que podemos dizer que estamos vivas, somos seres humanos e queremos respeito igual a todos que estão aqui”, disse a transformista, que fez uma apresentação em cima do trio elétrico.

Presente no ato, o motorista de ônibus Adelmo Guedes, de 54 anos, veio pela primeira vez na Parada de Maricá.

“Se não nos defendermos, quem vai nos defender? Acho importante essa movimentação, além de ser um evento de confraternização”, comentou o morador de Niterói.

Acompanhada de um grupo de amigos, a vendedora Karine Soares, de 24 anos, fez questão de frisar que para ela existem diversos tipos de famílias e não somente a tradicional.

“Acho fundamental para todos terem seu espaço, mostrar que existem vários tipos de famílias e é necessário na sociedade nós sermos incluídos. É de suma importância ter esse tipo de evento para mostrar que existimos, resistimos e não vamos fugir. Estamos aqui!”, garantiu a moradora do Flamengo e que pela primeira vez foi prestigiar o evento.

A 7ª Parada LGBT de Maricá teve o objetivo de dar visibilidade cultural, promover os direitos humanos e cidadania desta população no enfrentamento à violência LGBTfóbica. O evento é uma realização do Grupo Humanos LGBT Maricá e do Fórum Municipal LGBT de Maricá e integra o programa Maricá Sem LGBTfobia.

Fotos: Marcos Fabrício

Maricá Já Play. A sua informação em apenas um click

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s