“Tô na Orla” chega a Praia de Ponta Negra

A Praia de Ponta Negra começou a oferecer desde o último domingo (12/01) o serviço “Tô na Orla” que tem por objetivo permitir o acesso ao mar de pessoas com limitações permanentes (PCD’s).

Iniciativa da Prefeitura de Maricá, através da Secretaria de Proteção e Defesa Civil, a atividade estará disponível sempre aos domingos, das 9h às 15h, desde que as condições de mar estejam adequadas, tudo para garantir a segurança dos seus frequentadores.

De acordo com Defesa Civil de Maricá toda semana, as sextas-feiras, será publicado no site da prefeitura um informativo avisando se no domingo o serviço estará ou não funcionando.

“A Praia de Ponta Negra foi escolhida para receber esse projeto justamente por ter as condições de segurança ideais para esse tipo de serviço. Por isso, a Defesa Civil seguirá monitorando as condições de banho para que a população seja avisada e tudo seja feito dentro das condições necessárias de segurança. Se no futuro for possível expandir o serviço para outras praias do município tudo será devidamente avaliado”, explicou o secretário de Proteção e Defesa Civil, Celso Netto.

“É uma satisfação muito grande ver um serviço como esse na minha cidade. Estou feliz não só por mim, mas por todas as pessoas que poderão usufruir disso aqui”, afirmou Marisa Soares, de 45 anos, moradora do Centro. “Eu amo praia e, inclusive, uma das recomendações médicas é que eu frequente mais, pois eu nasci com uma lesão medular da qual os médicos sempre me orientaram que eu frequentasse a praia”, frisou Marisa.

“Maricá é uma cidade incrível e esse serviço só vem confirmar isso. Eu não tenho palavras para agradecer o que estou sentindo neste momento. Que muitas outras iniciativas voltadas para a inclusão e para pessoas com deficiência se tornem realidade na cidade”, pediu Ivanir Ribeiro, de 54 anos, moradora de Araçatiba.

“Eu já estava na praia quando minha filha soube deste serviço. Nunca tinha visto isso em nenhuma outra cidade. Gosto muito do mar e poder entrar nele com segurança foi um presente que Maricá me deu. Voltarei muitas vezes”, prometeu Maria Ferreira, de 70 anos, moradora de Duque de Caxias.

A equipe do “Tô na Orla” conta com quatro guarda-vidas para a devida condução das cadeiras anfíbias que irão acompanhar e auxiliar o cadeirante até o mar. Há também um enfermeiro formado, responsável pela logística e por fazer uma consulta prévia de cada usuário, além do acompanhamento de uma fisioterapeuta.

Segundo essa equipe, cada pessoa poderá permanecer no mar pelo tempo máximo de 20 minutos ou menos dependendo do próprio cadeirante e principalmente das condições da água como, por exemplo, a temperatura da mesma.

Fotos: Marcos Fabrício

Maricá Já Play. A sua informação em apenas um click

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s