Defesa Civil de Maricá atende ocorrências durante chuvas no fim de semana

Devido às chuvas que caem na cidade desde sábado (29/02) a Secretaria de Proteção e Defesa Civil de Maricá segue atuando por todo o município no atendimento a ocorrências, monitorando áreas de risco e isolando locais afetados que oferecem algum tipo de perigo á população. Diante do exposto, a partir das 12h30 deste domingo (01/03) foi decretado estágio de atenção.

De acordo com a pasta durante a noite de sábado (29) houve o registro de chuva fraca a moderada nos pluviômetros pertencentes ao “Alerta de Cheias” do Instituto Estadual do Ambiente (INEA), sendo mais intensa durante a manhã, gerando acumulados pluviométricos em 24 de 64,6mm e 17,6mm nas estações Mumbuca e Barra de Maricá, respectivamente, as 12h30 do dia corrente.

“Só tivemos três chamados e estamos rodando toda a cidade, mas até o presente momento felizmente sem maiores problemas”, disse o secretário de Proteção e Defesa Civil, Celso Neto. “É importante destacar que a população já foi informada por SMS disparado pela Defesa Civil quanto a mudança para o estado de atenção”, frisou o secretário.

Uma das primeiras ocorrências registradas foi no bairro rural do Espraiado, onde pessoas que participavam de um evento espiritual ficaram ilhadas, mas em ação conjunta com o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro foram devidamente resgatadas.

Outro chamado foi em São José do Imbassaí, próximo a Arena São José que, segundo a própria Defesa Civil é um local recorrente do qual já existe um projeto para solucionar eventos de alagamento entre as ruas 12 de Julho e 31 de Março.

“A Defesa Civil esteve aqui, fez fotos do local e garantiu que notificaria o Copo de Bombeiro para auxiliar com uma bomba a retirada da água e que cobraria da Somar uma solução definitiva. Estamos confiantes e no aguardo dessa solução já que só em fevereiro essa  é a terceira vez que aqui alaga”, contou Marcelo Borges Delgado,  de 44 anos, morador de São José do Imbassaí há quase 10 anos.

Um terceiro chamado foi em Itaipuaçu, no qual uma família foi orientada por agentes da Defesa Civil a procurar um local seguro.

Estado se mobiliza para apoiar municípios atingidos pelas chuvas


O Governo do Estado do Rio de Janeiro, por meio de suas secretarias, acompanha desde a noite de sábado (29/2) a situação das áreas atingidas pelas chuvas e está em contato permanente com todos os municípios afetados para prestar apoio à população. Todos os órgãos do Estado estão de prontidão para auxiliar as prefeituras. 


A partir de determinação do governador Wilson Witzel, todos os helicópteros do Estado estão à disposição para levar mantimentos e atender a emergências nos locais atingidos. A Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos possui um estoque de cestas básicas, kits limpeza e água para abastecer as áreas mais necessitadas. O Rio Solidário está recebendo doações em sua sede, na Travessa Euricles de Matos, 17, em Laranjeiras.


O Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ) enviou máquinas para executar reparos em rodovias onde a chuva provocou danos. Equipes da Secretaria de Defesa Civil estão mobilizadas para atender todas as solicitações dos órgãos municipais e também dar atenção aos bairros afetados na cidade do Rio.  
 

O Detran-RJ decidiu isentar as pessoas das famílias afetadas pelas chuvas das taxas para confecção de segunda via tanto para RG como para carteira de habilitação. As datas e locais dos atendimentos serão divulgados em breve.

Possibilidade de chuva forte


De acordo com o Centro Estadual de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden-RJ), da Secretaria de Defesa Civil,  núcleos de chuva moderada a forte atuam sobre as regiões da Baixada Fluminense, Capital, Costa Verde, Baixada Litorânea e Serrana. Para as próximas horas, há previsão de pancadas de chuva moderada a ocasionalmente forte para todas as regiões do estado.

Serviço

A Secretaria de Defesa Civil recomenda que, em caso de chuva forte, as pessoas procurem por um lugar seguro, plano e que fique a um nível elevado do solo. Não se devem atravessar  áreas alagadas ou inundadas  a pé, pois há risco de choque, queda em buracos ou bueiros abertos, além da possibilidade de se contrair doenças. 

Para áreas sujeitas a deslizamentos e inundações, a Defesa Civil pede atenção aos alertas, como SMS ou sirenes. A Secretaria mantém um serviço de alerta de desastres naturais por meio de envio de SMS. O cadastro é gratuito. Basta enviar o CEP da localidade para o número 40199. Saiba mais no site: www.defesacivil.rj.gov.br.

Fotos: Divulgação

Maricá Já Play. A sua informação em apenas um click

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s