Protocolos da Saúde garantem segurança dos idosos em testagem

A Secretaria de Saúde, está aplicando os protocolos de segurança recomendados em todos os locais onde está sendo feita a testagem da Covid-19 em idosos. A secretária de Saúde Simone Costa e Silva ressaltou que todas as medidas estão sendo feitas para evitar o deslocamento dos idosos e conseguir os resultados com a maior antecedência possível e conseguir protege-los.

“Todas as testagens realizadas nos idosos assintomáticos, foram feitas respeitando o distanciamento e por letras dos nomes, para evitar possíveis aglomerações. Nos bairros onde as testagens estão sendo feitas nas tendas, os profissionais também estão orientando os idosos a manterem a distância, todas as medidas de higiene e de controle. Em relação aos acamados, todos foram testados em domicílio”, ressaltou a secretária.

Feliz com o resultado negativo, a aposentada Lucimar Mangen, de 63 anos e moradora do bairro Santa Paula, fez o teste no Posto Estratégia de Saúde da Família (ESF). Depois de receber da funcionária do posto o álcool gel nas mãos, e de manter o distanciamento necessário dentro do local, confirmou que está tomando todos os cuidados para não ter contato com o vírus. “Vou continuar me cuidando para que o resultado continue negativo, só assim vamos conseguir aos poucos voltar para nossa liberdade de viver e conviver com nossa família”, comentou. 

O comerciante Luiz Fernando Gadiole, conhecido como Luiz do gás, também foi até o local, testou negativo e comentou a importância dessa iniciativa nesse momento difícil para a população. “A gente precisa trabalhar, então todo cuidado é pouco, a gente usa máscara, álcool em gel e se cuida como pode. Poder testar para saber se tivemos contato com o vírus é muito importante”, disse.

Na cobertura dos chamados “vazios sanitários”, as equipes estiveram nesta quinta-feira (18/06) no Condado. Izan Tittham, de 69 anos, morador do Marquês, foi um dos que puderam testar no local, próximo à sua casa. “Acho muito válida essa testagem para trazer uma segurança maior para nós, principalmente da terceira idade, que fazemos parte do grupo de risco”, disse o aposentado que testou negativo para o Covid-19.

“Eu moro aqui no Condado e foi muito bom saber que o teste aconteceria aqui perto da minha casa. Talvez se tivesse que ir até outro bairro eu não conseguiria fazer. Vim caminhando e consegui manter o isolamento social, que tem sido prioridade no momento”, disse Euvira Alves, de 80 anos, que também testou negativo.

Já  Gabriel Oliveira, de 61 anos, morador do bairro Flamengo, teve o resultado positivo após realizar o exame. “Eu recebi o cronograma de testagem e vi que hoje conseguiria fazer o teste próximo a minha casa. Já tive os sintomas há bastante tempo, mas o cuidado vai continuar conforme a recomendação dos enfermeiros me passaram”, contou ele, que está assintomático.

Quando o resultado é positivo, o enfermeiro Jhon Silva explica que o paciente passa por uma triagem e começa a ser acompanhado pelos profissionais da Saúde da Família. “Nós perguntamos se teve febre, dor de cabeça, falta de paladar, dores no corpo. No caso do paciente Gabriel de Oliveira, o resultado foi remanescente. Ele teve contato com o vírus no dia 27 de maio, nós estamos no dia 18 de junho, então ele já cumpriu a quarentena. A partir de agora vamos acompanhar a família dele e ele por telefone, caso apareça algum sintoma vamos encaminhar para uma Unidade de Saúde aqui de Maricá”, explicou o enfermeiro.

Distanciamento de um metro de distância entre os pacientes e profissionais, reforço com os casos negativos em permanecer em isolamento domiciliar, orientações dos casos positivos sobre contágio e isolamento diante dos demais membros da família, e principalmente que os idosos respeitem as organizações de letras dos nomes para evitar aglomerações nos locais de testagem estão no protocolo seguido pelas cidades. 

Os exames estão sendo realizados na unidade de Saúde nas quais os idosos estão cadastrados, por ordem alfabética. Caso não exista o cadastro, a orientação dada pela Secretaria de Saúde é que o idoso apresente documento de identificação com foto, CPF, cartão do SUS e comprovante de residência para que o teste seja feito.

Nas localidades que não contam com unidades de Saúde, chamados de “vazios sanitários”, a testagem está sendo feita por uma equipe móvel, que seguirá um cronograma próprio. Nesses locais, não será necessário seguir a ordem alfabética (consulte a programação abaixo). Para saber a unidade de saúde de referência, basta inserir o endereço no link:

https://codemar.maps.arcgis.com/apps/webappviewer/index.html?id=8a8bfe959bcb451889d3aa3a14d5a782

Confira a programação da testagem nas Unidades de Atenção Básica:

18 e 19/06: letras C e D

22 e 23/06: letras E, F e G

24/06: letras H e I

25 e 26/06: letras J, K e L

29 e 30/06: letra M

01 e 02/07: letras N, O e P

03 e 06/07: letras Q e R

07 e 08/07: letras S e T

09/07: letras U, V e X

10/07: letras W, Y e Z

PROGRAMAÇÃO DA EQUIPE MÓVEL

18 e 19/06 – Condado (entrada do condomínio)

22/06 – Caju (Praça do Lelei)

23/06 – Gamboa (Praça do Ivan)

24 e 25/06 – Jaconé (Campo da Coréia)

26/06 – Bananal (Praça em frente a igreja de Nossa Senhora de Aparecida)

29/06 – Vale da Figueira (ao lado do posto de gasolina Ponta Negra)

Fotos: Marcos Fabrício

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s