Educação inicia distribuição de cestas para alunos da rede municipal

A Secretaria de Educação de Maricá iniciou nesta terça-feira (1/12) a entrega das cestas básicas e kits de higiene, referentes ao mês de novembro, aos alunos da rede pública de ensino do município. Além dos itens já incluídos nas cestas ao longo do ano, por conta da pandemia de Covid-19, esta entrega e a próxima – prevista ainda para dezembro, antes do Natal – trazem um complemento de vegetais e frutas (banana, alho e cebola) e proteína animal – frango nesta entrega, carne bovina na próxima. Os responsáveis pelos estudantes devem procurar a escola em que o filho está matriculado para receber a cesta, como de costume.

Estes complementos são de itens que fazem parte da merenda regularmente servida nas escolas do município, e são adquiridos com verba repassada pelo governo federal ao município – por esta razão, os vegetais e carnes são destinados apenas aos estudantes da rede municipal e não estão sendo entregues aos alunos de colégios estaduais situados em Maricá e do Instituto Federal Fluminense (IFF) – que, no entanto, seguem recebendo as cestas regulares, em ação conjunta das secretarias de Educação e Assistência Social.

“É importante esclarecer que os itens complementares da alimentação só podem ser entregues aos alunos da rede municipal, já que o governo do estado vem distribuindo outros kits de assistência. Estes vegetais e carnes foram adquiridos com recursos repassados pelo governo federal a cada ente administrativo, para uso exclusivo deste ente, que no nosso caso é o município”, explicou a secretária de Educação, Adriana Costa, acrescentando que, por essa razão, os complementos só alcançam os cerca de 24 mil estudantes da rede municipal, enquanto as cestas regulares chegam a 31 mil por mês.

Segundo a diretora do CAIC Elomir Silva, em São José de Imbassaí, Siara Barcellos, a entrega das cestas básicas na unidade deve continuar até quinta-feira (03/12), distribuindo os responsáveis pelos 1.215 alunos e evitando aglomerações na escola. “Cada cesta entregue é complementada por meio quilo de frango, bananas, cebolas e alho. Em dezembro, será distribuída carne vermelha, além de maçã e mamão. Os alunos que não têm acesso a internet de boa qualidade ainda levam apostilas com baterias de exercícios para serem feitos em casa”, afirmou a diretora.

O presidente do Conselho de Alimentação Escolar (CAE) em Maricá, Alexandro Jorge, explicou que o órgão participa da distribuição dos alimentos que complementam as cestas básicas, após deliberar que os itens que estavam nos estoques das escolas fossem distribuídos aos estudantes e suas famílias.

“O CAE tem responsabilidade pelos alimentos que são comprados com a verba do Programa Nacional de Alimentação Escolar, que não pode ficar retida, ao mesmo tempo em que o que já foi adquirido não pode se estragar. Por isso decidimos, em conjunto com a Secretaria de Educação, pela distribuição junto com as cestas básicas”, disse ele.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s